Diario do transplante corneá ao OD

By | Junho 28, 2014

Boa tarde!

Como escrevi ontem fui apanhado de surpresa acabando por fazer o tão aguardado transplante de corneá.

Podem acompanhar toda a historia no meu blog, no entanto resumo que estava desde julho de 2013 em lista de espera para transplante de cornea.

Vou separar o texto por dias para ser mais fácil para perceberem o meu diario:

 

Terça Feira – 24/06/2014

– Estava a trabalhar normalmente, um dia normal, eram 12 horas e já aguardava que chega-se a hora de almoço para descansar um pouco, nisto recebo uma chamada no telemóvel, do outro lado ouço: “Boa tarde, daqui fala a secretaria do internamente do hospital universitário de Coimbra, queremos o Flávio aqui hoje a tarde para fazer exames e se tudo estiver bem, amanha de manha é transplantado.”

Fiquei sem reacção, até porque o meu colega de trabalho estava nesse dia de ferias, no entanto lá liguei ao meu pai para ir ter a casa que tínhamos que ir para Coimbra! Avisei de forma rápida os colegas e o meu chefe, que claro compreendeu bem.

Cheguei a casa, comi rapidamente, preparei o saco com alguma roupa não fosse ficar já la internado nesse dia, mandei email a todas as pessoas da empresa avisar que ia estar ausente e fui em direcção a Coimbra.

Deviam ser umas 15 horas quando la cheguei, aguardei pela medica que me ia operar, a Draª Maria João Quadrado, uma excelente profissional. Pediu-me para contar a minha historia sobre o meu percurso relativo aos meus olhos e ao ceratocone, la o fiz, fui visto por ela e estava tudo bem por ela para continuar. Ela disse que ia fazer exames e analises durante o dia e que já ia ficar internado essa noite.

Tudo bem, o meu Pai veio então para casa e la fiquei no quarto onde ia ficar os próximos 2 dias!

Passado pouco tempo fui chamado para ir fazer o exame eletrocardiograma para verificar se estava tudo bem, 5 minutos e estava feito, voltei para o quarto onde me trouxeram o jantar! (jantar como quem diz! Mas ninguém estava ali para passar umas ferias por isso não valia a pena reclamar!)

Passado mais algum tempo vieram 2 enfermeiras muito simpáticas fazer analises ao sangue, logo eu que não gosto de agulhas! Mas foi tranquilo!

O tempo foi passando, ia passando o mesmo a trocar mensagens com os amigos e sabia que a partir da meia noite não podia beber nem comer nada, ou seja jejum!

Acabei por adormecer la pelas 23 horas com um grande dia pela frente!

Quarta Feira – 25/06/2014

– Acordei com alguma fome, mas azar o meu que não podia comer nada! Fui tomar banho, vesti o pijama do hospital, passei um pouco pelas brasas que passei a noite quase sem dormir e nisto ouço: “Flávio, hora de ir para o bloco!” E assim fui! Chego ao bloco, colocam-me o soro, ligam as maquinas, fazem as perguntas normais se tenho alergias, etc, e a anestesista la me diz que daqui a 10 segundos vou estar a dormir e uma coisa é certa! Ela estava correta!

Acordo já no quarto com o olho tapado, pelo que sei eram perto das 11 horas da manha, não tinha grandes dores, estava era com fome e ligado ainda ao soro.

Passado um bocado la vem a enfermeira tirar o soro e o cateto ou la como se chama! E trouxe-me uma sande e cafe para o lanche!

Lanchei e pouco depois voltei adormecer!

Nisto acordo para me serem colocadas gotas e tomar uns comprimidos, sabia que devia estar perto da hora de jantar pois a enfermeira disse que daqui a nada seria para jantar!

Assim jantei e pouco depois a enfermeira veio me remover o penso, fiquei com a vista sem qualquer penso e ainda não via nada por esse olho, o que é normal, ainda nem 10 horas tinham passado após a cirurgia!

Dormir foi um martírio pois tinha algumas dores, no entanto la acabei por adormecer!

Quinta Feira – 26/06/2014

– Acordo com algumas dores e com o pequeno almoço a cama! Tomei o pequeno almoço, troquei de pijama e passado cpoucos minutos sou chamada para ver visto pela medica, fui visto e a mesma disse que estava tudo bem, tinha alta.

Fui ainda depois chamado novamente para ser visto por outros 2 médicos e ambos também deram alta indicando que estava tudo bem.

La liguei para o meu pai me vir buscar, fiz as malas e deviam ser 11 horas quando sai do hospital universitario de coimbra! Volto lá para consulta no dia 1 de julho, terça feira.

Já em casa almocei e fui descansar para o quarto, pois ainda não encarava bem a luz. Tenho uma lista de medicação bem grande para tomar, começando todas as manhas com 6 comprimidos de penso eu “cortisona” e gotas de hora em hora, no entanto o pos operatório é igual ao que fiz para o olho esquerdo e se tiverem curiosidade podem ler aqui.

A Sexta feira e hoje (sabado) já foi um dia mais normal, passado em casa, ja venho um pouco até ao computador, já vejo um bocadinho do olho operado e claro que nada de esforços, muito cuidado ao por as mãos nos olhos, medicação sempre a horas, o normal para um pos operatorio a um transplante de corneá!

Terça tenho consulta e esperemos que esteja tudo bem!

Obrigado a todos que seguem este blog e espero ajudar pessoas que estejam a passar o mesmo.

Flávio Rodrigues

 

8 thoughts on “Diario do transplante corneá ao OD

  1. Célia

    Boa tarde Flávio
    Antes de mais, mts parabéns pela operação. :-)))

    Tb tenho ceratocone. Nos dois olhos. Já coloquei num um semi anel e o mm furou a córnea e teve que ser retirado.
    Agora continuo cada vez mais com dores e o ceratocone está a aumentar.
    Sou de Lisboa e estou a ser seguida no Instituto Dr Gama Pinto em Lisboa (é público).
    O que queria saber é: tu és de onde? És de Coimbra?
    O que fizeste para ser aceite nos HUC?
    Como te inscreveste?

    Queria ter outra opinião.
    O meu caso é muito complexo e neste momento no Gama Pinto, não assumem a responsabilidade de mais nenhuma intervenção.
    Mas, como tu tb deves saber, viver com ceratocone nos dois olhos é Mt complicado. Dores e pouca visão.
    Não posso continuar assim.

    Agradeço td a ajuda que me possas dar.

    Continuação de boa recuperação.

    Célia

    Reply
    1. flaviorodrigues Post author

      Olá desde já obrigado pelo comentario
      Eu sou do norte do pais, perto do Porto!
      Para ser aceite nos HUC, tive um pouco de sorte, explico-te melhor por email.

      Sim, sei bem o que é viver com ceratocone, e so quem passa por isso sabe! Enfim, temos que pensar que o dia de amanha será bem melhor do que o de hoje!

      Reply
  2. Feliciano

    Olá
    tenho ceratocone nas duas vistas desde 17 anos tenho 43 anos
    não te vou contar toda a história mas já fui operado OD pela doutora João Quadrado e fiquei a ver muito bem não utilizo óculos nem lentes e já via muito pouco, mas cada caso é um caso

    Reply
    1. flaviorodrigues Post author

      Boa noite, obrigado pelo comentario.

      Já agora lembra-se a partir de quantos meses começou realmente a ver melhorias?

      obrigado,
      Flávio Rodrigues

      Reply
  3. Feliciano

    Isso ainda vai demorar …
    já faz mais de 5 anos que fui operado OD não me lembro bem
    sei que no 1 mês é normal veres pouco depois começa a estabilizar os pontos vão caindo e com as consultas (muitas consultas e muitas idas á urgência por causa dos pontos que rebentavam) vai corrigindo, ainda usei óculos agora nao sei precisar quando estabilizou só este ano é que tive alta do transplante.
    Quando começares a ver +- se depois por qualquer motivo veres pior ou sentires uma picadela leve no olho tipo ter um pelo na vista deves ir ás urgências porque pode ser um ponto que esta esticado ou rebentou
    da vista esquerda tenho lente e tenho tb ceratocone e nao me importava nada de ser operado tb

    Reply
    1. flaviorodrigues Post author

      O mal mesmo disto é demorar! Já fui operado há mais de 2 anos ao olho esquerdo e ainda tenho pontos! Mas desse visto ter uma ambliopia e estrabismo vejo muito pouco.

      Do olho direito com lentes rigidas via 80% por isso estou com esperenças que melhore muito!

      Engraçado que na 2 ou 3 semana apos o transplante ao olho direito já conseguia ver de longe as letras da TV e agora com quase 5 semanas já não consigo! Noto ainda diferença,ate que pouca quase diariamente! Mas segundo a medica é normal.

      No olho esquerdo nunca me rebentou nenhum ponto por acaso.

      Vamos a ver, há que ter calma, o pior é que vejo me negro para trabalhar e conduzir a noite nem pensar!

      Reply
  4. Feliciano

    Então já sabes como funciona pensava que era o 1ª transplante
    isso é normal Eu no início via as letras todas mesmo as pequenitas depois piorou um pouco mas atualmente não uso óculos nem lentes no olho operado e tb tinha para aí 80% com lentes semi-rígidas
    mas cada caso é um caso

    Reply
  5. Paulo

    Boa noite Flávio chamo me Paulo e tenho 30 anos,,também tenho ceratocone bilateral que me foi detectado aos 16 anos…,vejo 60% do olho esquerdo e 10 % do direito sem correcção, actualmente uso lentes especiais que me conseguem dar 100% do olho esquerdo e 70/80 % do olho direito, estas lentes devolveram me a minha visão,tanto que quando as meti até fiquei confuso da cabeça tal era a diferença para melhor em relação ao que via…. ia já para ser encaminhado para o transplante do olho direito quando me foi indicada a Dr Mario João quadrado,que me aconselhou a experimentar estas lentes. E realmente passado 3 anos que as tenho só posso dizer bem, confortáveis consigo andar o dia todo com elas sem problemas,mas tenho sorte nisto porque sou bastante tolerante às lentes de contacto. O único senão é o preço das mesmas… 400 euros cada uma,800 euros no total……sem que um dia poderei ter que ser transplantado,mas por enquanto vou me safando……Continua a tua luta,verás que tudo correrá bem,apesar desta patologia ser uma “chata do caraças” existem pessoas em pior situação… É assim que temos que pensar para se ter forca para ir em frente.

    Reply

Deixar uma resposta